INGENIA ÔMEGA 1.5T

  • Como manter-se à frente no mercado, hoje e no futuro?

    A resposta é simples: com o Novo Sistema de Ressonância Magnética da Philips, o Ingenia 1.5T, o primeiro sistema com tecnologia digital de banda larga.

     

    Elaborada com tecnologia de última geração, a arquitetura dStream, o Ingenia 1.5T é o primeiro sistema de Ressonância Magnética que traz a digitalização do sinal de RM diretamente na Bobina de RF, ou seja, o mais próximo possível do paciente.

     

    A tecnologia dStream amplia o poder da digitalização, oferecendo um sinal mais puro, que permite a combinação perfeita entre excelente Relação Sinal/Ruído, aprimoramento do fluxo de trabalho e facilidade de uso em suas operações diárias.

     

    Philips Ingenia é projetado para produzir imagens mais consistentes e com qualidade superior, além de permitir versatilidade clínica para expansão em qualquer área de aplicação, inclusive em oncologia e estudos de corpo inteiro, tudo isso em uma estrutura física ampliada, que promove maior conforto para o paciente.

     

    Todos os recursos do Ingenia oferecem maior produtividade, tornando automáticos os processos necessários ao mesmo tempo em que permite controle total de recursos que você precisa.

     

    Desempenho clínico elevado, controle operacional acelerado e maior valor econômico agregado – durante toda a vida útil do sistema – o Ingenia 1.5T vai superar as expectativas que você tem sobre como um equipamento de RM deveria ser.

     

    A nova arquitetura dStream, presente no coração do Ingenia, compreende:

    • Tecnologia de Recepção de RF: DirectDigital RF, que digitaliza o sinal diretamente na bobina de RF posicionada no paciente.

    • Sistema FlexStream: aprimora a versatilidade do sistema e o rendimento do fluxo de trabalho devido a bobinas melhores e preparos mais rápidos de pacientes.

    • EasyExpand, que permite a expansão do sistema e de suas capacidade clínicas sem a necessidade de grandes upgrades de hardware.

     

    Ganho de até 40% de Relação Sinal/Ruído

    A tecnologia de Recepção de RF DirectDigital digitaliza o sinal diretamente no paciente, eliminando assim as influências de ruído típicas de sistemas analógicos, conseguindo desta forma capturar um sinal mais puro.

     

    A conexão de fibra ótica da bobina para o reconstrutor de imagens por banda larga, permite a transmissão sem perdas de dados.

     

    Isto resulta em um ganho de até 40% na Relação Sinal/Ruído, que você pode aplicar para produzir imagens de melhor qualidade ou exames mais rápidos.

     

    A arquitetura dStream também oferece o recurso de aquisição paralela dS-SENSE, de última geração, que promove ainda mais velocidade e melhor resolução das imagens.